Entrada Património
Queda do Vigário PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
queda vigario in

Segundo, Raposo, Isabel, “Alte na Roda do Tempo”, 1995, a cascata que actualmente forma a Queda do Vigário e que tem 24 metros de altura, terá sido originada pelo desvio do leito da ribeira, de uma zona mais a levante, para este local.

 

Esta obra terá sido feita a mandado de Duarte de Melo Ribadeneyra, 18º Senhor de Alte, nos finais do século XVII, com o objectivo de embelezar a ribeira. No entanto, supõe-se que já existisse uma queda de água mais pequena, permanente ou temporária, nesse local. Há registos, nos arquivos da Casa d’ Alte que referem que a

 

Queda do Vigário ficou tão bem construída, que nem foi afectada com o terramoto de 1755.

 

Outrora, este espaço era muito procurado pelos habitantes locais para passear e tomar banho, aos domingos ou em dias de festa.

 

O terreno envolvente à Queda do Vigário foi adquirido, a particulares, pela Câmara Municipal de Loulé em 2002, que executou, posteriormente, obras com vista à criação de acesso, zona de lazer, parque de merendas e um edifício de apoio.

 

 Voltar á Página Inicial do Patrimonio

 

Próximos Eventos

Informações Úteis